Idosos podem pular Carnaval desde que sigam cuidados

É cada vez mais comum encontrar pessoas que, mesmo na terceira idade, estão integradas em atividades como dança, desfiles, bailes, viagens, artes e diversas outras práticas, em alguns casos demonstrando até mais vitalidade e disposição do que certos adolescentes.
Carnaval e folia, por exemplo, chegam a agradar alguns idosos, que fazem questão de ir para os salões ou blocos, encontrar amigos, brincar, dançar e se divertir.

Contudo, devido ao baixo índice de massa corpórea (processo natural do envelhecimento), à redução da coordenação motora e do equilíbrio, pessoas dessa faixa etária necessitam de mais cuidados, a fim de evitar acidentes e o fisioterapeuta Thiago Brito falou a respeito do assunto.

“O carnaval é uma festa para todas as idades, todos necessitam de cuidados especiais, principalmente os idosos que, para aproveitar bem a folia, devem se lembrar de alguns detalhes como a caminhada e o alongamento, beber muita água, não esquecer os remédios que devem ser levados em bolsas, e as roupas ou fantasias devem ser leves e arejadas”, pontuou Thiago, lembrando que, caso seja em praia ou rua, o boné ou chapéu é importante.

Diversão e folia: idoso também curte Carnaval, mas estar acompanhado evita acidentes – (Foto: Reprodução/Prefeitura de Jundiaí)

Outro detalhe que o fisioterapeuta citou são os sapatos, que precisam ser confortáveis e com solados que aderem ao solo. “O melhor é ir de tênis, pois é fechado por inteiro e oferece maior proteção, evitando que os pés sofram qualquer torção, principalmente para os hipertensos e diabéticos. Os acompanhantes devem sempre ficar por perto, para dar apoio ao idoso – para eles, a presença de alguém é a maior segurança que eles têm”, acentuou Thiago.

E enfatizou que, com o passar dos anos, os idosos perdem a força e a mobilidade, sobretudo nos braços e pernas, devido a diminuição dos músculos. “A massa muscular é feita de proteínas e a capacidade de produzi-las diminui a cada ano que passa. Com o sedentarismo, a força muscular enfraquece e é essencial para o desempenho de habilidades motoras a atividade física, que deve começar a ser praticada na juventude, indo até a terceira idade”, aconselhou o fisioterapeuta, justificando que exercícios podem adiar a redução da massa muscular.

Thiago também observou que, em relação aos ossos, os exercícios físicos ajudam a deixá-los mais fortes. “Com o passar do tempo, os ossos vão perdendo a densidade, além disso, a deficiência de cálcio e vitamina D, o alcoolismo e cigarro podem acelerar a perda da quantidade de tecidos ósseos. Os exercícios aumentam o volume dos músculos, que ficam mais resistentes; já os ossos, com a idade, tornam-se mais porosos e perdem a resistência, causando a osteopenia (diminuição da massa óssea e enfraquecimento dos ossos) e a osteoporose (perda da massa óssea) que pode acarretar riscos de fraturas”, destacou ele.

Por Daniela Prado.

Dicas do fisioterapeuta para curtir com segurança

Thiago Brito é fisioterapeuta e trabalha com atendimentos domiciliares, neurológicos e ortopédicos, atendendo na Clinica Navarro e também no time de Rugby Tucanos. Ele considera que, em relação aos idosos, todo cuidado é necessário, mesmo dentro de casa e mais ainda para os que forem curtir o carnaval.

“Além de beber muita água, não se exponha ao sol e caso pegue [o sol], não se esqueça do protetor solar, não consuma bebidas alcoólicas, sempre fique em lugares arejados e não fique próximo a caixa de som (pois pode causar desconforto auditivo). Se for no salão, opte por ficar mais próximo da porta, na hora da saída, para evitar aglomeração e risco de quedas; mas se for na rua, tome cuidado com calçadas que tenham algum desnível e esteja sempre acompanhado de familiares ou amigos”, recomendou.

Outro detalhe que o fisioterapeuta apontou é que, no salão, muitos foliões derrubam líquidos no chão, que podem ocasionar quedas, fraturas ou outros problemas desagradáveis.

“Estar sempre acompanhado de alguém dá maior segurança ao idoso. Não se esqueça dos remédios e uma bolsa para levar a garrafa de água, o que é muito útil, tanto para tomar medicamentos, quanto para se hidratar. E faça alongamentos, que evitam dores musculares. Seguindo essas dicas, é só se divertir, pois não são só os jovens que precisam da alegria do carnaval, os foliões da terceira idade merecem tudo isso e muito mais”, finalizou. (D.P)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here