Atleta cria ‘vaquinha’ para voltar aos EUA

Por Pedro Souza
[email protected]

Mariana Morais é sanjoanense e atleta profissional de MMA (artes marciais mistas). Aos 26 anos, a atleta vive um momento conturbado na carreira e teve de criar uma ‘vaquinha virtual’ para arrecadar dinheiro e retornar aos Estados Unidos, onde poderá treinar em alto nível e participar de competições conceituadas em todo planeta.

Atualmente, Morais voltou a morar em São João da Boa Vista, mas ficou quase todo ano de 2021 em Las Vegas (EUA), defendendo a Paraná Vale Tudo (PRVT), uma equipe profissional e conceituada de MMA.

A Navalha: Morais teve contrato com a PFL, 3ª maior organização de MMA do mundo (Divulgação/PFL)

“Foi uma experiência incrível na minha carreira profissional e pessoal; pude competir e treinar com atletas renomadas da modalidade nos Estados Unidos, treinei até na academia oficial do UFC [Ultimate Fighting Championship – maior e mais popular organização de MMA no mundo]”, disse The Razor (A Navalha, em inglês), apelido de Mariana Morais no mundo das artes marciais.

Na época, Morais tinha contrato exclusivo com a PFL (Professional Fighters League), terceira maior organização de MMA do mundo e que paga US$ 1 milhão para o campeão de cada divisão. Com o fim do contrato, The Razor retornou ao Brasil.

Sem contrato internacional de MMA, Mariana recebeu um convite da MMA Masters, por intermédio da ex-companheira de treinos, Priscila Pedrita, lutadora do UFC que recentemente mudou para Miami para defender esta equipe.

“Quero dar continuidade na minha carreira internacional, onde eu obtive boas experiências e um alto nível de treinamento, para que o mais rápido possível possa estar assinando um novo contrato”, falou.

Existem várias formas de conseguir um contrato com estes eventos internacionais, uma delas é estar na ativa, treinando e lutando em competições conceituadas. As boas organizações estão sempre de olho em novos talentos.

Atualmente, The Razor tem 29 lutas profissionais de MMA, tanto no Brasil, quanto nos Estados Unidos e Europa, com 17 vitórias e 12 derrotas.

VAQUINHA

O objetivo de Mariana em arrecadar dinheiro é arcar principalmente com passagem, hospedagem e alimentação, até ela conseguir um contrato com algum evento de MMA novamente.

Quem quiser ajudar a atleta sanjoanense, pode acessar o vakinha.com.br/3135599 e contribuir.

The Razor: “Quero dar continuidade na minha carreira internacional” (Divulgação/Arquivo Pessoal)

Até o momento, Morais tem cerca de R$ 3.000, muito por conta dos fãs norte-americanos que a seguem no Instagram (@marrimoraiis) e já contribuíram, mas a meta é chegar aos R$ 10 mil.

“Com o apoio de cada um, aos poucos vamos conseguir bater a meta para eu dar continuidade no trabalho. Agradeço quem acredita no meu potencial, vou dar o meu melhor nos tatames e nos octógonos, mostrando toda garra, levando o nome de São João da Boa Vista onde eu passar”, finalizou.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here