Patrícia Magalhães é nomeada para a direção do DRS-14

Por Bruno Manson
[email protected]

A advogada e ex-vice-prefeita Patrícia Magalhães (PSDB) é a nova diretora do Departamento Regional de Saúde (DRS-14), órgão da Secretaria de Estado da Saúde (SES), que engloba 20 cidades da região sanjoanense. A nomeação foi oficializada nesta semana, juntamente com a exoneração do dr. Benedito Carlos Rocha Westin – que estava no comando da instituição há vários anos –, em publicação no Diário Oficial do Estado (DOE).

Em entrevista ao O MUNICIPIO, Patrícia relatou que assumiu a direção do DRS a convite do vice-governador Rodrigo Garcia (PSDB). “Não houve nenhum pedido da minha parte ou de quem quer que seja. Nós sempre apoiamos, durante esses 26 anos, a gestão do dr. Benedito à frente do DRS, sempre foi nesse sentido nossa conversa com o governo”, disse a advogada, destacando que ele apoiou a indicação e irá participar do processo de transição. “Importante ressaltar que eu estava em outro momento da minha vida. Não pensava em assumir nenhum cargo. Não pensoem concorrer a nenhum cargo eletivo. Foi uma surpresa mesmo”, frisou.

Patrícia Magalhães: “A conscientização na questão da vacinação é fundamental” (Divulgação/Arquivo Pessoal)

ATUAÇÃO

Patrícia explica que este convite do governo estadual ocorreu devido a sua atuação na área da Saúde. Em São João da Boa Vista, a advogada foi fundadora do Plano Mais Saúde – onde atuou como gerente por mais de 15 anos – e atualmente faz parte do Conselho Municipal de Saúde.

“Trabalho na área da Saúde há mais de 30 anos. Tenho conhecimento da administração pública, pela experiência que tive na Prefeitura e como líder do governo; pela experiência com a Santa Casa, o entendimento que tenho da relevância de todas as Santas Casas, acredito que me dá uma visão ampla de todos os lados da relação dos serviços públicos de Saúde”, afirmou.

PANDEMIA

De acordo com Patrícia, a pandemia é um dos desafios atuais do Departamento Regional de Saúde. “Nós estamos vivendo uma fase difícil ainda. Houve esse agravamento em razão dessa nova variante. O que o DRS já está fazendo é apoiar toda sua rede para melhor atender a todos, seja na reativação dos leitos por conta do aumento de sua ocupação, seja na adoção de políticas públicas de conscientização”, explicou.

Para ela, mesmo com as dificuldades, a pandemia vai deixar algo positivo, que são os equipamentos públicos, uma vez que os leitos que foram abertos vão ficar para a sociedade. “O DRS já trabalha para manter esses serviços em funcionamento na nossa região. Isso é muito importante. Havia uma deficiência de leitos de unidade intensiva, o que hoje já não mais vai acontecer, quando for possível transformar os leitos criados para atendimento a Covid-19 em leitos de UTI geral”, comentou.

PROPOSTAS

A nova diretora destaca que todas as medidas que pretende executar– como programas de avaliação e qualidade, bem como políticas voltadas à educação para a saúde, por exemplo – serão discutidas com as equipes especialistas e competentes que compõem o órgão.

Outro ponto que ela destaca é em relação à imunização contra o novo coronavírus. “Nós temos percebido uma diminuição na procura pela vacina, então vamos buscar modelos de sucesso, que deram certo e trazer essa experiência para nossa região”, adiantou. “A conscientização na questão da vacinação é fundamental, além disso, a melhoria nos atendimentos ambulatoriais nas Unidades Básicas e todos os equipamentos públicos, como os hospitais que atendem o Covid. Vamos trabalhar para melhorar esse atendimento e dar o suporte necessário”, garantiu.

Diante dos desafios que enfrentará na direção do DRS, Patrícia afirma que pretende intensificar o diálogo com os Conselhos de Saúde. “O que eu vou lutar, sempre junto com as equipes, é para que haja uma união, colaboração mútua, diálogo para fazermos uma saúde melhor para todos. Isso é o que me motivou a aceitar o cargo e estou muito feliz em poder contribuir”, finalizou.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here