Nova empresa assume coleta de lixo em SJ por R$ 3,7 milhões

Por Marcelo Gregório
[email protected]

Nos próximos seis meses, a empresa Urbsan Logística Ambiental S/A, com sede em São Paulo, fará a limpeza urbana em São João da Boa Vista. A nova contratada da Prefeitura, em caráter de urgência — com dispensa de licitação —, terá a responsabilidade da coleta manual de resíduos sólidos urbanos, varrição manual de vias e adjacências de feiras livres, assim como os logradouros públicos, pelo valor de R$ 3,7 milhões.

Em operação: coletores da Urbsan já atuavam na cidade na manhã de terça-feira (27)

O contrato emergencial com a empresa anterior, Plural Serviços Técnicos Ltda., de Nova Iguaçu (RJ), assinado em agosto do ano passado, venceu na segunda-feira (26). Perto do fim da vigência, porém, houve inúmeras reclamações de parte da população relacionadas ao acúmulo de lixo em diferentes bairros da cidade. “Isso é culpa da Prefeitura que contrata qualquer empresa sem ao menos ver se realmente tem estrutura”, reclamou uma munícipe. “Até quando vamos ficar sem a coleta de lixo?”, questionou outra moradora.

RECONHECIMENTO DAS FALHAS

Com a ‘chuva’ de críticas, três dias antes do término do contrato, o Executivo sanjoanense publicou um comunicado reconhecendo que as reivindicações dos munícipes procediam. “Por vezes, a empresa apresentou falta de veículos, o que resultou em pontuais notificações da fiscalização. Diante da nova falta de veículos na quarta-feira (21), abriu-se processo administrativo sancionatório para apurar o descumprimento parcial da empresa”, pontuou a nota.

Embora tenha afirmado das supostas irregularidades praticadas pela Plural, a Prefeitura não informou se a antiga contratada sofreu algum tipo de punição devido às falhas detectadas no período em que esteve à frente da limpeza pública de São João.

Diante dos apontamentos feitos pela gestão pública, a reportagem do O MUNICIPIO entrou em contato com a Plural Serviços, via e-mail, para que a empresa pudesse se manifestar acerca do trabalho realizado, contudo, não houve retorno até o fechamento desta edição.

URBSAN

A contratação da Urbsan se deu por meio de pesquisa de preços direta feita com apoio do Departamento Municipal de Meio Ambiente, Agricultura e Abastecimento. O formato de avaliação partiu da coleta de propostas formais de cotação, no período de 16 a 20 de fevereiro. O custo estimado pela Prefeitura para contratar a empresa apta a assumir os serviços era de R$ 4,7 milhões.

Além da Urbsan, outras duas empresas foram pesquisadas, entretanto, apresentaram propostas com valores acima do estipulado. A Carretero Agência de Viagens, Turismo e Fretamento, de Bragança Paulista (SP), respondeu à pesquisa com a quantia de R$ 5.357.596,02 para assumir os serviços. Já Cleanmax Serviços Ltda., de São Lourenço da Serra (SP), apresentou proposta de R$ 5.099.648,76. Outras 11 empresas que foram consultadas não enviaram propostas como resposta à solicitação formal, segundo o documento constado no setor de Transparência Municipal.

EXIGÊNCIAS

Para evitar que contratempos ocorram e irritem a população, com acúmulo de lixo e falta de varrição na cidade, a contratação emergencial da Urbsan fez a gestão pública municipal mencionar que a empresa deverá obrigatoriamente apresentar o quantitativo de mão de obra, veículos, equipamentos e insumos a serem disponibilizados para a execução, bem como quadro sintético de coleta e varrição por setor, bairro e períodos diurno e noturno. Na manhã desta terça-feira (27), coletores de lixo vestidos com o uniforme da nova empresa já atuavam pelas vias públicas de São João.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here