Suspeito de integrar facção criminosa é preso no Recanto do Jaguari

Por Marcelo Gregório
[email protected]

Um homem que seria integrante de uma facção criminosa que age dentro e fora de presídios paulistas foi preso na quarta-feira (29) no bairro Recanto do Jaguari em São João da Boa Vista. Ele é suspeito de cometer os crimes de tráfico e associação ao tráfico de drogas. Na ocasião, a Polícia Civil apreendeu três celulares, um rádio de comunicação tipo HT, um binóculo, uma balança de precisão, 126 pedras de crack (27 gramas), além de R$ 4.918 em dinheiro.

Resultado: quase R$ 5.000 em espécie e 126 pedras de crack foram apreendidos na ação (Divulgação/Polícia Civil/Dise)

A prisão aconteceu com base na Operação Riverside, destinada a coibir o crime de tráfico de drogas no bairro. Segundo o delegado Fabiano Antunes de Almeida, da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise), foi constatada a existência de uma associação criminosa direcionada ao tráfico de drogas que agia no Recanto do Jaguari.

Atividades de inteligência e trabalhos a campo foram feitos. Desta forma, o grupo de policiais da Dise conseguiu apurar que o suspeito preso teria ligação com outras três pessoas que já foram identificadas pelas autoridades policiais. Segundo os levantamentos, o homem preso seria o responsável pela distribuição de drogas no bairro, além de ser membro da facção.

APOIO

A Operação Riverside, que culminou na prisão do suspeito, reuniu policiais civis da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), Central de Polícia Judiciária (CPJ) e Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de São João, Vargem Grande do Sul, Santo Antonio do Jardim e Divinolândia, municípios que compreendem a Delegacia Seccional. As buscas foram feitas nas residências de todos os envolvidos nos crimes.

A PRISÃO

Na casa do homem preso, a polícia apreendeu quantidade expressiva de entorpecentes, além de celulares, rádio HT, utilizado para comunicação entre os criminosos do bairro, um binóculo para realizar vigia nas imediações, bem como uma balança para pesar a droga. Segundo as investigações, o dinheiro (R$ 4.918) e mais um celular foram apreendidos na residência de outro homem o qual a polícia já sabe quem é. A conduta dos suspeitos continuará sob investigação para que mais provas ajudem a desmantelar o bando criminoso.

BALANÇO

A operação resultou em dez mandados de busca e apreensão cumpridos com uma prisão em flagrante. Duas pessoas foram presas. Para cumprir a tarefa foi necessária a participação de 23 policiais civis e cinco viaturas caracterizadas.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here