Bens declarados por candidatos somam mais de R$ 1,5 milhão

Por Bruno Manson
[email protected]

Gerenciado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o DivulgaCandContas (Sistema de Divulgação de Candidaturas e de Prestação de Contas Eleitorais) é uma ferramenta online que traz informações detalhadas sobre todos os candidatos registrados. De acordo com os dados disponibilizados no portal, São João da Boa Vista tem seis nomes concorrendo ao cargo de deputado estadual e dois à vaga de deputado federal nesTas eleições. O 1º turno está agendado para o dia 2 de outubro, das 8h às 17h em todo o País, obedecendo o horário de Brasília (DF).

ESTADUAIS

Ex-vereador e ex-vice-prefeito, o médico dr. Ademir Boaventura (MDB), de 56 anos, lançou candidatura a deputado estadual este ano e declarou o total de R$ 1.565.371,63 em bens. Na eleição anterior, quando foi candidato a vice-prefeito pelo PSDB, o patrimônio declarado dele somava R$ 1.297.867,19.

Com 65 anos, o ex-prefeito Vanderlei Borges de Carvalho (PSDB) declarou o total de R$ 679.181,33 em bens. Em consulta ao DivulgaCandContas, não foi possível verificar o valor declarado por ele no último pleito que disputou — em 2016, quando se reelegeu prefeito pelo MDB.

Filiada ao Solidariedade, a advogada Michelle Scoassado tem 42 anos e está participando de uma eleição pela primeira vez. A declaração de bens dela é de R$ 316 mil.
Na disputa por uma vaga na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) também está a cabo da Policial Militar Andréa Parolin Pavani Perinoti (PSD), de 51 anos.

Segundo o sistema eleitoral, ela tem o total de R$ 290 mil em bens declarados. No pleito de 2020, quando concorreu a vereadora pelo mesmo partido, a declaração era de R$ 599 mil.

NADA DECLARADO

O administrador Moises Juliano Montiel — conhecido como Dinho Montiel — tem 38 anos e está representando o Solidariedade na disputa por uma cadeira na Alesp. Conforme consta no sistema do TSE, o candidato não apresentou a lista de bens declarados nesta eleição e nem na anterior, quando concorreu a vereador pela mesma sigla.

A aposentada Maria Alice Tanigushi (PTB), de 60 anos, também não apresentou nenhum bem declarado até o momento, assim como no pleito de 2020, quando lançou candidatura a vereadora pelo PSL.

FEDERAIS

Representando o Solidariedade, a servidora pública municipal Cleuza Bordin Queiroz da Silva, de 52 anos, está concorrendo como candidata a deputada federal e apresentou o total de R$ 262 mil em bens. Em 2020, ela declarou o patrimônio de R$ 170.198,10, quando disputou ao cargo de vereadora pelo mesmo partido.

Ex-vereador, o professor e advogado Francisco Arten (MDB) tem 63 anos e também está disputando uma vaga como deputado federal pela primeira vez. A declaração de bens dele totaliza R$ 150.802,34, segundo dados do TSE. No pleito anterior, quando disputou ao cargo de prefeito pelo PSD, o patrimônio declarado pelo ex-reitor do UniFAE era de R$ 238.321.

INDEFERIDO

O comerciante Carlos Tarcísio Paulo, de 52 anos, teve a candidatura a deputado federal indeferida pela Justiça Eleitoral. Ele é filiado ao PDT e iria usar o nome de ‘Tarcísio A Voz dos Nordestinos’ nesta disputa eleitoral.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here