Criminosos aplicam golpes em aposentados sanjoanenses

Por Bruno Manson
[email protected]

A ação de estelionatários tem deixado os sanjoanenses em alerta nos últimos meses. Conforme apurado pela reportagem do O MUNICIPIO, os criminosos têm conseguido fraudar documentos e, a partir daí, realizar empréstimos e até financiamentos consignados nos nomes das vítimas. O que chama atenção é a facilidade com que conseguem cometer esses delitos, uma vez que há todo um trâmite para liberar esses benefícios.

O caso mais recente foi registrado na segunda-feira (6). A vítima é um aposentado, de 57 anos, morador do Recanto do Jaguari. No início do mês, ele pediu para o advogado dele protocolar uma requisição de pequeno valor junto ao Banco do Brasil. No entanto, horas depois, descobriu-se que o dinheiro já havia sido levantado em outra agência do BB.

Golpe: idosa teve seu dinheiro transferido via Pix para contas de estelionatários em outras agências (Reprodução)

O aposentado e o defensor foram ao banco averiguar o que tinha ocorrido. Lá, eles foram informados que o numerário foi levantado em 12 de maio, em outra agência, mediante a apresentação de RG falso. O dinheiro foi transferido para uma unidade do Santander, situada em Porto Alegre (RS). Diante da gravidade do caso, o Banco do Brasil orientou o idoso a registrar um Boletim de Ocorrência junto à Polícia Civil e se prontificou a realizar uma averiguação interna sobre este fato. Conforme apurado extraoficialmente, o valor do prejuízo ficou em torno de R$ 60 mil.

MAIS UMA VÍTIMA

Em outro caso de estelionato que está em investigação, uma aposentada, de 56 anos, descobriu que foram feitos quatro empréstimos em seu nome, além de três transferências via Pix. Neste caso, a vítima também teve o RG falsificado. O crime foi descoberto no dia 26 de maio e informado à Polícia Civil.

Conforme consta no Boletim de Ocorrência, os empréstimos realizados foram de: R$ 4.042,35 no dia 17 de março, R$ 23.277,07 em 18 de abril, R$ 21.094,55 em 20 de abril e R$ 642,68 em 23 de abril. As transações ocorreram pelo Banco Mercantil.

Após estes delitos, ocorreram três transferências via Pix no dia 26 de maio: duas nos valores de R$ 3.500 cada, destinadas a contas no Santanter; e a terceira no valor de R$ 4.800 para uma conta da Nu Pagamentos.

Já na quarta-feira (8), a idosa descobriu que teve o nome usado para a contratação de um plano de celular pré-pago. Novamente, ela procurou a Polícia Civil para noticiar o crime.

ORIENTAÇÃO

Diante destes casos de estelionato, a Associação Comercial e Empresarial (ACE) orienta a população para que fique atenta às movimentações bancárias. “Ao sinal de qualquer incongruência ou movimentação atípica, procurar a instituição financeira e, se for o caso, posteriormente registrar um Boletim de Ocorrência na delegacia mais próxima”, informou.

Com este documento em mãos, a ACE tem como orientar o consumidor e auxiliá-lo a colocar um alerta de fraude no sistema da Boa Vista SCPC, o que colabora para prevenir que outros empréstimos sejam realizados. Desta forma, em qualquer lugar do Brasil que for realizada uma consulta para oferecer crédito (seja por meio de financeiras, bancos ou mesmo compras em lojas) o alerta será exibido.

Quem quiser detalhes adicionais ou orientações, basta entrar em contato com a Associação Comercial e Empresarial pelo telefone (19) 3634-4311 ou mesmo vindo diretamente a sede, situada na rua São João, nº 237, no Centro. O horário de funcionamento é de segunda a sexta, das 8h30 às 18h.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here