Audiência pública debaterá melhorias para futura Zona Azul em São João

Mesmo com a reimplantação do estacionamento rotativo de Zona Azul já decidida, a Prefeitura de São João, por meio do Departamento Municipal de Segurança e Trânsito, realizará uma Audiência Pública para ouvir a população sobre as melhorias no serviço. A reunião será no Auditório da Cidade das Artes – antiga Ceagesp -, no bairro São Benedito, na sexta-feira (28), a partir das 14h.

Segundo o Executivo, trata-se de tema importante para todos os sanjoanenses, porque a administração quer que a cobrança de estacionamento ajude a regular o tráfego de veículos na cidade.

Durante a audiência, o Departamento de Trânsito pretende abrir um debate para que as soluções sejam propostas de forma conjunta, de modo que este novo modelo de estacionamento rotativo possa ser uma solução para os motoristas e não um problema, como era antigamente.

Zona Azul: serviço nas principais ruas e avenidas da região central de São João está temporariamente suspenso (Arquivo/Pedro Souza/O MUNICIPIO)

De acordo com o diretor da Pasta, Ulisses Brandão Ribeiro, o modelo de estacionamento rotativo é uma importante ferramenta de mobilidade urbana e em São João, com a nova lei criada para este tema, terá um viés de justiça social, já que 50% de tudo o que será arrecado será destinado às demandas sociais que a cidade enfrenta. A outra metade da arrecadação vai custear melhorias no sistema de trânsito.

“Além de ser revertido para a melhoria no nosso trânsito, o estacionamento rotativo irá ajudar a resolver nossos problemas sociais, revertendo boa parte deste recurso para o município, que ganhará com isso”, falou.

Um levantamento do setor mostra que, na cidade, estão cadastrados 76.160 veículos, sem contar os registrados em outros municípios que rodam, diariamente, nas vias sanjoanenses. O volume é considerado altíssimo, segundo a Pasta.

“Temos que criar meios de absorver esse impacto provocado por esta quantidade de carros. De alguma forma a Zona Azul é um instrumento para isso”, disse Ribeiro.

O diretor de Trânsito reforça, ainda, que a reimplantação do estacionamento rotativo já está decidida e não será esta a discussão. Conforme explica Ribeiro, a ideia é criar um debate para surgimento de propostas que vão beneficiar a sociedade de uma forma geral.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here