Miguel de Moura é convidado a depor em CPI da Câmara

Por Bruno Manson
[email protected]

Prosseguem os trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) instaurada para apurar supostas irregularidades na atuação de Miguel de Moura Silveira Júnior junto à Prefeitura de São João da Boa Vista. Réu por improbidade administrativa e acusado por fraudar licitações em Itu (SP), ele é suspeito de ‘administrar’ paralelamente a cidade, direcionando os departamentos e setores da atual gestão.

CPI: edis definiram próximos passos da apuração de supostas irregularidades no Executivo (Divulgação/Câmara Municipal)

Afastado temporariamente devido a Covid-19, o vereador Carlos Gomes (PL) retomou a presidência da CPI na terça-feira (13). Após o edil verificar e validar todos os atos já praticados na apuração do caso, a Comissão decidiu chamar para serem ouvidos o ex-vereador Aquevirque Nhola – Vick Nholla, marido da prefeita Maria Teresinha de Jesus Pedroza (DEM) –, além do vice-prefeito Roberto Campos (REDE) e o próprio Miguel de Moura.

Em entrevista, Gomes explicou que, neste caso específico, eles serão convidados a depor, conforme determina a lei que rege este tipo de procedimento. De acordo com ele, se constatadas e comprovadas as denúncias, e se formada uma comissão processante, os suspeitos são intimados a depor sob responsabilidade penal.

Para ver mais, assine O MUNICIPIO impresso ou digital

(19) 3633-1666

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here