Como evitar ataques cibernéticos

A isolamento social foi uma das medidas adotadas pelos governadores para diminuir a propagação do novo coronavírus. Com isso muitas empresas foram obrigadas a adotar o trabalho remoto (home office) para todos os seus colaboradores ou grande parte deles.

Em razão da rápida necessidade de adaptação no trabalho, alguns cuidados podem ser tomados para evitar ataques cibernéticos capazes de acessar informações confidenciais da empresa, dos seus colaboradores, negócios em andamento e até implicar na paralisação da atividade da empresa.

Assim, antes de adotar o home office, faz-se necessário decidir se os computadores/equipamentos a serem utilizados serão da empresa ou do colaborador. Isso porque, a Medida Provisória n° 927/20, que regulamenta o trabalho remoto durante a pandemia, determina que o fornecimento, manutenção, infraestrutura e adequação do home office sejam, em regra, providenciados pelo empregador.

Medida muito importante diz respeito a escolha de um bom antivírus e a definição das senhas, que devem alternar entre letras maiúsculas, minúsculas, números e símbolos (nunca com menos de oito dígitos, sendo recomendado 12). A utilização do VPN também é adequada nesse momento. Para evitar a perda de dados é recomendado que os documentos da empresa sejam arquivados em nuvens e sempre seja realizado backup.

Ainda o recurso da criptografia também auxilia as empresas na proteção de dados, pois, caso ocorra roubo do equipamento ou sua danificação, o acesso aos arquivos é impedido uma vez que somente os usuários autorizados conseguem visualizá-los.

Como visto, é indispensável a orientação dos profissionais de tecnologia da informação (TI) na implementação da política de segurança cibernética da empresa para a efetiva garantia da proteção de dados durante o atual momento.

A adoção destas medidas pode ajudar que as atividades empresariais se desenvolvam durante o isolamento social, sem que haja prejuízo à proteção dos dados que transitam na empresa.

Juliana Gonçales, sócia do Silveira Advogados e Wagner Olah, sócio da Topsuporte
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here