Bem vindo
Notice: Undefined index: usuarioNome in /home/omunici/public_html/view/topo.php on line 39

Sair


Esqueci minha senha






Polícia :: 2013-11-28 -09:01:00

Indiciados do ‘caso Foguinho’ depõem

Paulo Noronha e André Tonizza Sanches prestaram primeiro depoimento em juízo

Franco Junior


 

André e Paulo após sessão de depoimento no Fórum (Foto: Franco Junior)

Os indiciados do ‘caso Foguinho’ chegaram a São João da Boa Vista exatamente às 13h26 desta terça-feira (26), para prestarem depoimento no Fórum Plínio Barreto.

A movimentação era grande antes de André Tonizza Sanches e Paulo Noronha chegarem do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Serra Azul.

Na parte da frente do Fórum, faixas com os dizeres “Foguinho Eterno” e “Queremos Justiça” foram estendidas em menção ao ex-técnico de Futsal José Carlos Chessa Luiz e à atleta Paloma Heloisa Reis, que morreram no acidente do dia 13 de julho.

Por outro lado, familiares e amigos dos indiciados também estavam presentes no Fórum e, no momento em que eles chegaram escoltados pela polícia, gritaram mensagem de apoio e incentivo a eles.

Além do depoimento dos réus, que é o primeiro a ser prestado em juízo, após terem sido transferidos ao CPD de Serra Azul, no dia 31 de julho, outras 17 testemunhas depuseram, sendo que oito delas faziam parte da acusação e nove da defesa.

Os depoimentos foram presididos pela juíza Helena Furtado de Albuquerque Cavalcante (Substituta), pois a juíza titular da vara criminal de São João da Boa Vista, Elani Cristina Mendes Marun, está de férias. As oitivas foram acompanhadas pelo promotor Guilherme Athayde Ribeiro Franco.

DEPOIMENTOS
O delegado responsável pelo inquérito, Fabiano Antunes de Almeida, foi um dos primeiros a ser ouvido. Após falar sobre o caso, Fabiano destacou o trabalho realizado para que o processo “alcançasse esse novo passo”.

“Hoje [fase do processo] é o fruto do trabalho desenvolvido na área policial, o trabalho foi muito criterioso. Esperamos agora que a justiça seja feita”, enfatizou.

Assim como o delegado, a técnica de Futsal Cristiany Boratto, que foi a única sobrevivente do carro em que estavam o ex-técnico Foguinho e a atleta Paloma Reis, também foi uma das primeiras a prestar depoimento.

Emocionada, Cristiany relembrou o dia do acidente e falou que “nada vai consolar a perda” dos entes queridos.
“Eu vi tudo [acidente], eu lembro do Foguinho caído no meu colo e eu chamando a Paloma e ela não respondendo”, descreveu.

Os procedimentos estavam previstos para terminar por volta das 20h, no entanto, às 19h os trabalhos foram encerrados.

Diversos familiares aguardaram a saída de Paulo e André e com frases como “força”, “tenham fé” e “está quase no fim”, prestaram a última homenagem antes deles retornarem ao CDP de Serra Azul. 

O MUNICIPIO procurou alguns familiares dos indiciados para falar sobre o caso, mas nenhum deles quis comentar a situação.

ADVOGADOS
O horário previsto para o início dos depoimentos era 13h30. No entanto, tanto os advogados de defesa quanto os de acusação chegaram ao Fórum antes das 13h.

A defesa de Paulo Noronha e André Tonizza Sanches é composta por quatro advogados, sendo liderada pelo ex-presidente da OAB de São Paulo Luiz Flávio Borges D´Urso, que não esteve presente.

Já a acusação é composta por dois advogados, tendo Gustavo Massari, especialista em direito penal, como um deles.

JÚRI POPULAR
Na parte final desta fase do processo, a juíza titular da vara criminal, Elani Marun, decidirá se Paulo Noronha e André Tonizza Sanches irão a Júri Popular. O Ministério Público, através do promotor Guilherme Athayde Ribeiro Franco, já pediu que os acusados sejam pronunciados, ou seja, julgados pelo Tribunal do Júri.


 

 

Polcia